ACESSIBILIDADE - LEI nº 13.146/2015


Para navegação via teclado, utilize a combinação de teclas conforme o modelo abaixo: ALT + [Nº de atalho]

ALT + 1

Ir para o Conteúdo

ALT + 2

Ir para o Menu

ALT + 3

Ir para a Busca

ALT + 4

Ir para o Rodapé

ALT + 5

Acessibilidade

ALT + 6

Mapa do site

ALT + 7

Acesso a Informação

ALT + 8

Cor Original

ALT + 9

Cor com contraste

Botão/Tecla +

Aumentar Fonte

Botão/Tecla -

Diminuir Fonte

Botão/Tecla =

Fonte Original

Leitores de Tela

Nosso Portal foi desenvolvido para ser compatível com softwares leitores de tela. Assim, basta que o usuário tenha instalado em seu computador um destes softwares que será possável ouvir o que está escrito ou desenhado no site.

Agência de Notícias

CARMINHA MENDONÇA RECEBE CONSELHEIROS TUTELARES

11/01/2019 10:28 - atualizado em 11/01/2019 10:28

Compartilhar no Whatsapp
Compartilhar por E-mail Imprimir

CARMINHA MENDONÇA RECEBE CONSELHEIROS TUTELARES

A prefeita Carminha Mendonça recebeu na manhã de hoje 10, os representantes da FACTUS (Fórum Associativo de Conselheiros e Ex-Conselheiros de Sergipe), na pauta assuntos como melhoria salarial, reabertura do 2º Distrito, retorno dos 2 conselheiros demitidos sem justificativa.

Na ocasião, Milton Cardoso, um dos conselheiros, informou a gestora municipal sobre a necessidade da reabertura do 2º distrito, que foi fechada na gestão anterior. O fechamento dessa unidade provocou um desfalque de 5 profissionais ao município, sendo que, a equipe já tinha tido perda de 2 membros do primeiro distrito, que segundo eles, sem justificativa legal, foram afastados pelo administrador municipal anterior.

A prefeita Carminha Mendonça mostrou-se preocupada com o fechamento do 1º distrito e redução de profissionais no conselho tutelar de Itabaiana. Junto com a secretária da ação social, Andreia Mendonça, a gestora municipal trabalhará para resolver em tempo hábil, essa problemática que já vem se arrastando desde o ano passado. O papel do conselheiro tutelar é de extrema importância, pois zela por crianças e adolescentes em caso de ameaças ou que tinham seus direitos violados, com base no ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).


Compartilhar no Whatsapp
Compartilhar por E-mail Imprimir

OUTRAS NOTÍCIAS