ir conteudo

Prefeitura Municipal de Itabaiana

Segunda edição do FIC foi um sucesso


Na noite do último sábado (27), aconteceu a segunda edição do Festival Itabaianense da Canção. Este ano, o evento recebeu mais de 300 inscrições. Do montante, 17 foram selecionadas para a grande final.

Este ano, as inscrições foram abertas para todo Brasil. Os selecionados foram divididos em três categorias: municipal, estadual/nacional e melhor intérprete. 

Na categoria municipal, a grande vencedora foi Hanna Clara, que apresentou a canção Clara Impressão. Hanna faturou o prêmio de R$ 6 mil. O cantor Sandro D'Jota levou o segundo lugar da categoria apresentando a música Um Abraço e faturou o prêmio de R$ 4 mil. Já o terceiro lugar foi conquistado por Fábio Jean, que apresentou a canção A Cor da Tinta e faturou R$ 3 mil.

Na categoria estadual/nacional a disputa também foi muito acirrada. A campeã da categoria foi Renata Pessoa, de Aracaju, com a canção Manhã de Veraneio. Renata recebeu a premiação no valor de R$ 6 mil. Em segundo lugar ficou o cantor George Sants, que faturou o prêmio de R$ 4 mil com a canção Minha chance. Em terceiro lugar ficou Tatua, o mensageiro do forró, com a canção entitulada Nossos Valores, e levou para casa o prêmio no valor de R$ 3 mil.

A categoria Melhor Intérprete teve reprise. O Itabaianense Fabio Jean sagrou-se bicampeão do festival com a canção A Cor da Tinta e foi premiado com R$ 3 mil.

O festival ainda teve mais uma categoria: o júri popular. Nela, os grandes campeões foram Dimitri Fonseca e Sophia Luna com a canção Tô Aqui. A dupla conquistou 20.869 votos, do total dos 102 mil votos desta edição, e  levou pra casa o prêmio de R$ 3 mil.

O evento foi uma idealização da atual gestão municipal e tornou-se Projeto de Lei aprovado na Câmara de Itabaiana, em 2021. O prefeito Adailton Sousa não escondeu sua alegria ao ver o sucesso que o festival tem se tornado.

"Eu não vou desistir. Vou insistir. Itabaiana não é só a terra da cebola, do caminhoneiro, mas também é da cultura. Eu estou plantando uma semente que vai germinar no futuro com um festival maior ainda. Itabaiana vai virar a capital da cultura por meio da música", afirmou.

O secretário de Cultura, Roosevelt Santana, ressaltou que o evento é uma maneira de levantar a bandeira musical. *Realmente ferveu com grandes músicas, grandes intérpretes e compositores", disse.

Para fechar o FIC com chave de outro, a cantora Itabaianense Amorosa subiu ao palco e encantou a todos com um repertório recheado de muito forró.

 

whatsapp-image-2022-08-29-at-10-43-10_fbfc63a39cde50b2192b51.jpeg

Mapa do Site

Ampliar Fonte Reduzir Fonte Acessibilidade Contraste Mapa do Site Voltar ao Topo